segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

As coisas do mundo

        Como são simples as coisas. Como o mundo gira e apenas gira ao nosso redor, em tautocronia com tudo e todos. A vida nasce, a vida morre. O mundo nasce, o mundo morre. Um universo de diferentes coisas que a cada dia me surpreende e me faz pensar tanto. Reflito muito e muito do que produzo faz parte das minhas reflexões. Divagações seguras que me levam ao longe, que me transportam para lugares distintos e distantes. Tudo por conta do mundo e suas coisas, suas incontáveis coisas. Uma infinidade de animais que vivem e plantas e rochas. E minérios e... Imoto, disperso no mais profundo da minh'alma é que deleito no rio das palavras. Deleito deliocisamente e durmo. No consumo da chama sagrada dos deuses, fabricada exatamente para a sua finalidade: iluminar o caminho dos sonhadores. Assim, sonhe, leitor. Sonhe por que se você não sonhar, jamais poderá ser humano. Às vezes penso que até animais irracionais sonham, bem, cabe a uma nova reflexão. Um novo texto, este aqui só trata das coisas do mundo. E o sonho humano é uma delas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário no meu blog, não custará nada. Às vezes, leitor, é bom expressar nossos pensamentos.