domingo, 13 de novembro de 2011

O livro que sou

Sou um livro, e tenho cada dia umas palavras e uns textos. Frases e parágrafos. Tudo isso eu tenho cada dia adicionado às minhas páginas. Sou manuscrito pelo meu autor, ele me compõe e faz de mim o livro que sou. Seus dedos trabalham delicadamente o lápis na folha branco amarelada, curva por curva. Sem deixar nenhum erro, nada. Por isso sou um livro, e como livro quero ser lido adiante. Talvez num futuro não muito próximo, mas quero um dia estar nas mãos de um outro autor. E este, tenha a insipiração e decência de escrever outro livro. Gosto do que faço, é que assim posso reproduzir minha espécie.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário no meu blog, não custará nada. Às vezes, leitor, é bom expressar nossos pensamentos.