segunda-feira, 23 de abril de 2012

Escutando a voz do coração

      Certa vez um empresário, prestes a fazer um grande negócio que iria mudar todo o rumo de sua empresa e da sua vida, estava sentado na sua sala quando, de repente, vozes começaram a soar em sua cabeça. As vozes pareciam vir de lugares distintos, mas ele sabia que pertenciam a ele. Uma delas dizia para que não aceitasse o empreendimento, pois seria uma grande burrada sua. A segunda proferia milhões de frases que ele mesmo havia dito um dia e, que animavam-no a continuar sempre. A terceira voz, indelicada e aparentemente desesperada, berrou para que deixasse os negócios de uma vez por todas e fosse descansar.
      Apavorado com tantas vozes dizendo o que deveria ou não fazer, decidiu ir perguntar ao homem que todos consideravam ser o mais sábio da cidade. Após encontrar o tal sábio e explicar sua situação, o homem, um idoso que se dedicava em cultivar flores em um jardim, parou diante do empresário e disse:
      - Veja estas flores. Elas vivem bem aqui comigo por que escutam os sons provocados ao seu redor, são sons calmos e naturais. Agora, essas mesmas plantas não sobreviveriam por tanto tempo se estivessem plantadas do lado de uma grande construção, onde houvesse uma série de ruídos enlouquecendo a alma das flores. O que quero dizer com isso? Ouça a sua natureza apenas, ouça o seu coração. Por toda a vida as vozes soam dentro de nós, nos dizendo o que fazer, mas precisamos ouvir apenas a voz do nosso coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe um comentário no meu blog, não custará nada. Às vezes, leitor, é bom expressar nossos pensamentos.